Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis



historia
 
O Budismo nasceu 560 anos antes de Jesus Cristo na India e foi estabelecido por Sidharta Gautama(BUDA SAKYAMUNI).
 
Assim o Budismo atualmente já existe a mais de 2500 anos.
 
Nascido como príncipe, nas colinas do sopé do Himalaia, Sakyamuni renunciou à vida secular para buscar respostas das questões fundamentais da existência humana, os chamados quatro sofrimentos da vida: nascimento, velhice, doença e morte.
 
Durante anos, dedicou-se à prática de austeridades, por acreditar que o caminho correto estaria no desapego aos desejos mundanos, que seriam a causa dos sofrimentos da vida.
 
Sem obter resultados, começou a dedicar-se à meditação até que finalmente atingiu a iluminação ou o estado de Buda pelo Caminho do Meio.
 
Doutrina
 
O objetivo de Sakyamuni foi libertar todas as pessoas de seus sofrimentos, levando-as a compreender que possuíam inerente o mesmo potencial evidenciado por ele para atingir a iluminação, ou serem budas.
 
Durante a sua vida Shakyamuni ou Siddarta Gautama, dialogava com seus discípulos e passava os seus ensinamentos, ele deixou em torno de 80.000 ensinamentos que chamamos de sutras.


 Nós seguimos o sutra de lótus. O último ensinado pelo Buda Shakymuni e a missão dele neste mundo que era revelar a riqueza da vida, potencial ilimitado de transformação do ser humano e assim, o caminho para se atingir a iluminação nesta presente existência, neste momento (niji).


O Buda previu que os seus ensinamentos pré-sutra de lótus perderiam a capacidade de levar as pessoas a iluminação nos últimos dias da lei, na época em que vivemos, e que apenas o titulo do lótus teria efetividade. Também deixou uma profecia, neste ensinamento,  que surgiria um novo Buda que pregaria o sutra de lótus e conduziria as pessoas a iluminação.
 
Expansão
 
Não muito tempo depois da morte de Sakyamuni, ocorreu uma divergência entre seus discípulos sobre a maneira como os ensinamentos dele deveriam ser interpretados.
 
Cem anos mais tarde (por volta de 380 a.C.) foi realizado um concílio. Como diversos monges expressaram o desejo de moderar a disciplina monástica, o encontro terminou numa divisão entre uma facção conservadora e outra mais liberal:
 
Theravada ou Hinayana (“escola dos antigos” ou “pequeno veículo”), predominante no sul da Ásia (Mianmar, Tailândia, Sri Lanka, Laos e Camboja).
 
Mahasanghika ou Mahayana (“grande veículo”), predominante no norte da Ásia (China, Japão, Mongólia, Tibet, Coréia e Vietnã).
 
Assim,é importante saber que o Budismo Nitiren não é o mesmo do Dalai Lama ou o exposto na Novela Joia Rara na Rede Globo,pois aquele é o Budismo Tibetano que conserva os ensinamentos de Sakyamuni ,desconsiderando o sutra de lótus e sua previsão da continuidade do budismo na época atual.
 
Após a India,os ensinamentos chegam aos paises asiaticos e chega ao Japão . Praticar o budismo não é simplesmente a Meditação,saiba mais navegando no site.
 
Budismo de Nitiren Daishonin
 
Nitiren Daishonin nasceu em 16 de fevereiro de 1222 numa família de pescadores que vivia na Província de Awa (atual Tiba), no Japão. Ele começou os seus estudos ainda criança no templo. Estudou vários sutras, pesquisou muito até chegar a conclusão que o Sutra de Lótus era o maior ensinamento de Shakyamuni.
 

A importância de seu budismo reside no fato de ter revelado o caminho da iluminação a todas as pessoas, o que até então encontrava-se oculto nas profundezas textuais do Sutra de Lótus de Sakyamuni.

Foi ele quem chegou a conclusão que a iluminação poderia ser alcançada através da repetição do título do sutra de lótus -  Nam Myoho Rengue Kyo descobrindo a forma correta, segundo nós budistas, de se praticar o budismo e alcançar a iluminação. Assim, o Nitiren instituiu a prática Budista do sutra de lótus.


* É importante lembrar que o Myoho Rengue Kyo já era conhecido, porém não se sabia que o caminho para se praticar o sutra de Lotus era simplesmente a sua repetição. Antes de Nitiren o Sutra era praticado com a leitura de grandes trechos e não com um simples mantra. O Nitiren adicionou a particula Nam ( devoção) antes do título MYOHO RENGUE KYO e o revelou como mantra.

Nitiren passou ensinar a prática budista do sutra de lótus e sofreu varias perseguições do governo e religiosos. A pratica do Sutra de lótus prega coragem, sabedoria, e o valor humano o que naquele tempo, ainda hoje, não é fácil de ser aceito por autoridades. As pessoas de poder querem que o povo fique na ignorância para serem facilmente dominados.


Numa dessas perseguições ele foi quase decapitado e então ele recorreu ao sutra para entender a sua vida e viu que ele estava cumprindo a profecia do Shakyamuni e também vivendo na época que ele falou que um novo Buda surgiria, e sendo assim, diante deste fato, Nitiren assumiu a sua verdadeira identidade de Buda dos últimos dias da lei.


Caso Nitiren não tivesse assumido a sua verdadeira identidade a profecia do Buda não seria uma profecia, seria uma mentira!


Antes de morrer Nitiren inscreveu o Sutra de Lótus na forma de uma mandala e nos deixou como testamento, herança. Usamos o Gohonzon, essa mandala, como objeto de concentração e observação da mente durante a nossa meditação, ele incorpora a causa e o efeito da nossa iluminação e este Gohonzon é consagrado no oratório nas casas dos praticantes  como meio de exercicio da pratica budista.


Ao recitar pela primeira vez o Nam-myoho-rengue-kyo (o prefixo Nam significa “devotar-se a”) em 28 de abril de 1253, Daishonin estabeleceu o seu budismo e, mais tarde, ao inscrever o objeto de devoção (Gohonzon), em 12 de outubro de 1279, legou à toda a humanidade a chave para se atingir a condição de vida iluminada de Buda.

 

Soka Gakkai Internacional

Um professor chamado Tsunessaburo Makiguti que viveu os horrores de 2 guerras mundiais pelo lado perdedor, era um idealista e acreditava veementemente que a paz mundial só poderia ser alcançada com o desenvolvimento de valores humanos através da cultura e educação. Além de um idealista e intelectual, ele também era escritor e escreveu algumas obras (livros e tratados) sobre os temas que defendia.

 
Em 1928 o Sensei Makiguti conheceu o Budismo de Nitiren Daishonin, e encontrou nos seus ensinamentos a expressão exata da sua filosofia de criação de valor. 
 
 
Ele ficou encantado com a sabedoria e a profundidade dos ensinamentos contidos no Sutra de Lótus. Porém, o Budismo de Nitiren Daishonin não é apenas teórico, é também prático, e sendo assim ele resolveu testar a pratica ensinada pelos seguidores.
 
Ficou ainda mais impressionado, e a partir daí assumiu o compromisso de difundir esse ensinamento pelo mundo. Fundou uma ONG em 1930 chamada Soka Gakkai que propagou e popularizou o Budismo pelo mundo, hoje, estamos em mais de 190 países.

 

Com isso, lembramos outra profecia no Sutra de lótus, que o Sutra percorreria o caminho do oeste (Índia) para o leste (Japão) e depois retornaria para o oeste com mais força.
 
Tsunessaburo Makiguti foi o primeiro presidente da SGI, seguido de Jossei Toda e pelo nosso atual Sensei Daisaku Ikeda.
 
Desde 1960 ,o Budismo se faz presente em terras brasileiras e em Campinas,propiciando a diversas pessoas romperem as barreiras de seus carmas e evidenciando a felicidade.
 
O Budismo ensina que cada um é responsável por sua própria felicidade ou infelicidade.
 
"Se desejas saber das causas do passado,observe o efeito na sua vida presente,o que esta passando,sofrendo ou não.Agora se deseja saber do efeito no seu futuro,faça boas causas no presente".
 
QUER SABER MAIS,QUER CONHECER A PRATICA BUDISTA?
 
Entre em contato conosco,e teremos o imenso prazer em ajuda-lo.
 
CLICK EM QUERO CONHECER